Vírus – Saiba a diferença entre Ransomware, RAT, Backdoor, Worm e Bot

Raphael Gomes - 05/12/2017

Com o avanço da tecnologia, vivenciamos diversas melhorias em pouco tempo, como por exemplo, a internet mas também estamos sujeitos a ataques de vírus maliciosos

 

Tem menos de 20 anos que a rede mundial de computadores se popularizou, sem ela, provavelmente você não leria este blog e quem sabe ele nem existiria. Junto com diversos benefícios criado por pessoas, vieram em conjunto os malefícios vírus entre outros, criado por criminosos que pretendem de alguma forma tirar vantagem sua. Seja usando seu computador sem você saber, ou então roubando dados bancários. São estes os populares vírus de computador.

 

Aqui no Blog da Città já falamos sobre segurança digital. Mas se você tem interesse em ficar por dentro e evitar que problemas aconteçam com suas máquinas, deixo algumas dicas:

/segurança

 

Apesar de pouco chato precisamos ter conhecimento sobre o que cada um dos vírus são capazes de fazer

 

Virus

 

 

Ransomware

 

A palavra inglesa “ransom” traduzida quer dizer resgate. Este malware depois de infectado, restringe o uso ao sistema.

 

Quando você for usar o computador, um alerta com uma mensagem aparecerá na sua tela, cobrando um valor de resgate para se desfazer da praga e poder voltar a utilizar todos os recursos do computador.

 

Ele também é conhecido como sequestrador de computadores. O processo funciona da seguinte maneira:

READ  Dica de navegador para você utilizar a internet com mais segurança

 

  • Uma vez infectado, o programa começa a comprimir e criptografar todos os arquivos e dados do computador, em segundo plano, sem que o usuário sequer perceba o que está acontecendo;
  • Quando finalizado, ele emitirá o alerta na tela e você será impossibilitado de usar o computador.

 

RAT

 

RAT é a abreviatura para Remote Administration Tool. Uma praga classificada como Trojan. RAT é um software que permite o acesso remoto do sistema, assim como se ele estivesse usando a máquina fisicamente. Podemos dizer que os softwares de controle remoto como Teamviewer são processos parecidos, a diferença está na legalidade das coisas. Enquanto você instala por vontade própria o programa de controle remoto, um RAT ao contrário, é instalado sem a autorização, o que torna um crime virtual.

 

Depois de controlada a máquina, o operador a distância pode fazer o que quiser, até mesmo em segundo plano, tornando o sistema um “escravo”, executando tarefas a distância, ou até mesmo capturando tudo o que você faz no computador.

 

Backdoor

 

Backdoor é a prática usada para que um RAT ou qualquer outro malware se instale no computador.

 

É um recurso utilizado para garantir o acesso remoto ao sistema ou rede. Ele explora falhas não documentadas em programas, softwares não atualizados, firewalls não seguros. Alguns backdoors podem explorar as vulnerabilidades de navegadores não atualizados, fazendo com que o usuário baixe um arquivo sem perceber.

 

Esta prática geralmente está associada a roubo de informações privilegiadas. Este malware permite o retorno do invasor a um computador. Depois de infectado, ele abre portas para que o sistema fique à mercê.

 

Worm

 

Worm é um programa capaz de se propagar automaticamente por meio de redes de computadores, inclusive a internet. Ele detecta possíveis problemas de segurança nos computadores, e usa isto como ferramenta de invasão.

READ  Google ensina crianças a navegar em segurança com um game

 

Um worm, é semelhante a um vírus, porém com um diferencial, é um programa auto replicante. Enquanto um vírus infecta um programa e necessita deste programa hospedeiro para se propagar, o Worm é um programa completo e não precisa de outro para se propagar. Um Worm pode ser projetado para tomar ações maliciosas após infestar um sistema, além de se auto-replicar, pode deletar arquivos em um sistema ou enviar documentos por e-mail.

 

Bot ou Botnet

 

Bot ou também conhecido como Botnet (no caso de uma rede), é um programa que ao invadir um computador torna ele ou a rede invadida sistemas zumbis, podendo ser estes utilizados para atacar outros computadores, redes e sites. Geralmente quando ouvimos falar em ataque DDoS, leia mais aqui, são estes computadores que estão sendo utilizados para atacar as redes, servidores de DNS ou websites.

 

Eles funcionam da seguinte forma:

 

  • Um ataque espalha o worm do bot pela rede na esperança de conseguir invadir a maior quantidade possível de zumbis;
  • Depois de atacado, os zumbis ficam à espera de comandos a serem executados;
  • Quando o invasor deseja executar algo, ele envia os comandos, então os zumbis passam a processar estas informações por tempo indeterminado. Estes comandos são enviados geralmente por servidores dos invasores;
  • Quando finalizado, eles voltam a ficar em espera para os próximos comandos.

 

Muitos destes malwares são usados para ataques DDoS, como já mencionado, e também agora para minerar bitcoins.

 

Como você pode se prevenir de todos esses vírus?

 

Agora que você entende o que cada um destes tipos de pragas faz, e como podemos ver, a grande maioria utiliza de vulnerabilidades das redes, de softwares, de computadores e até de smartphones para invadir o seu sistema.

READ  Voco - Novo programa da Adobe consegue imitar qualquer voz

 

  • Portanto, utilize um antivírus, pago ou grátis e mantenha-o sempre atualizado;
  • Nunca utilize sofware desconhecido, não instale programas desnecessários e não acesse links suspeitos;
  • Lembre-se de sempre manter suas coisas importantes em backup, seja na nuvem usando o Google Drive, OneDrive ou Dropbox, ou até mesmo em um disco externo

comments

Fique por dentro das novidades do Blog Città

Assine nossa newsletter e receba os artigos por email!

Artigos Relacionados